Grupo que tentava fraudar bingo é preso no município de Lapão, região de Irecê

161

Um grupo criminoso que tentava fraudar um bingo no distrito de Aguada Nova, cidade de Lapão, região de Irecê, foi preso por uma equipe da Polícia Civil comandada pelo delegado Ernandes Júnior.

A polícia recebeu a informação anônima no ultimo sábado (05/10/2019) e passou a investigar. O bingo iria ocorrer no domingo (06/10) e sorteava uma caminhonete Hilux, duas motos e valores em dinheiro. O grupo tinha o objetivo de ganhar os prêmios ilicitamente.

Em nota, a Polícia Civil informou que após o trabalho investigativo, foi possível identificar o grupo criminoso, sendo realizada campana e acompanhamento dos suspeitos. “O grupo estava ao redor de um veículo palio, cor cinza, próximo ao palanque que estava realizando o sorteio, sendo que no interior do veículo existia uma pessoa manuseando um computador”, completa a nota.

Segundo a polícia, depois que foi sorteado o prêmio do veículo Hilux, houve movimentação dos suspeitos. Foram presos em flagrante Emerson Moraes da Silva, 34 anos, Antônio Honorato da Silva, 63 anos, Maria Elisabete Honorato da Silva, 43 anos e Josias Ferreira De Jesus, de 77 anos.

Com o grupo, a polícia apreendeu um notebook, duas impressoras, cartelas apagadas e diversas folhas com numerações já impressas. As informações são da Polícia Civil.

À polícia, os envolvidos disseram que a fraude iniciava quando eram suprimidos os números das cartelas, sendo os números reimpressos quando sorteados, sendo posteriormente apresentada a cartela falsificada para o recebimento do prêmio.

Ainda segundo a Polícia Civil, Antônio Honorato já foi preso diversas vezes por crimes de estelionato, associação criminosa e falsificação de documentos.

A Polícia Civil informou ainda que esse grupo é especializado em fraude em bingos, sendo que no ano de 2018, na cidade de Governador Mangabeira, Antônio Honorato e Emerson Morais foram presos em flagrante pelo mesmo crime.

Os suspeitos foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Irecê onde estão à disposição da Justiça.

Fonte: Central Notícia